Ao longo de vinte anos de atividades na área de comunicação apliquei inúmeras dinâmicas de grupo e, como exige o ensino, estou sempre buscando novas formas de fazer "valer" a minha oportunidade de ensinar quem precisa.

Eis um leque de dinâmicas e suas aplicações.

DINÂMICAS INTERATIVAS PARA  ATIVAÇÃO, REFLEXÃO E ANIMAÇÃO EM SALA.


Dinâmica com bancários em 2003, Florianópolis.

Sempre vinculada ao tema/disciplina/conteúdo/competência


Colaboração do Professor e Psicopedagogo Silvio Luzardo

Bibliografia:
Inspiração: Livro A Arte da Guerra de Gen Sun Tzu, adaptação de James Clavell
Subsídios:
-         Livro Dinâmicas de Grupo de José Silvino Fritzen, Editora Vozes
-         Meu Cliente, Meu Amigo – Guia de excelência no atendimento, de Silvio Luzardo

O conteúdo de estratégias foram desenvolvidas por Silvio Luzardo

Dinâmicas associadas à Oratória, em Primavera do Leste-MT, em 2011

Dinâmicas de Aproximação, Abordagem e Quebra Gelo

O quê
Para que serve
Quanto tempo
- Entrevista mútua em duplas
- Para incentivar as anotações e identificar as afinidades e diferenças entre duas pessoas
- Depois da coleta elas preparam uma apresentação criativa do colega
- Estratégia de relacionamento interpessoal: utilizar duplas em “rozídio” no início dos cursos  após 2º dia, para provocar a camaradagem e evitar os “nichos” negativos de grupos de influência
12 minutos
- Cosmie & Damião
- Juntos buscam encontrar pontos comuns sobre questão polêmicas e apresentam resultado
- Estratégia: pontos polêmicos podem ser minimizados pela busca do consenso em comum de dois
12 minutos
- Enquete de Apresentação
- Facilitador vai perguntando sobre o motivo do estudo do tema e formulando uma idéia conjunta que vai sendo colocada no quadro
- Estratégia: deixar o grupo à vontade e, ao mesmo tempo, observar as expectativas das pessoas com relação a sua presença naquele curso
Depende número de pessoas
- De onde vim, o que faço, para onde vou
- Reflexão individual de cada participante sobre o seu projeto de vida que vai revelar aos outros. Analisar sempre sobre os valores aprendidos na família, na escola, no emprego e os projetos de vida
- Estratégia: conhecer o passado, o presente e como o aluno se posiciona com relação ao seu futuro.
10 minutos
- Perguntas e Respostas
- Facilitador indaga inúmeras perguntas sobre o tema e concentra as respostas
- Estratégia: verifica o grau de conhecimento e o interesse dos alunos com relação à principal motivação da realização do curso
Variável
- Perguntas em cascata
- O facilitador inicia uma pergunta a uma pessoa. Esta responde e após, ela faz pergunta a outra...
- Estratégia sugerida para após a primeira aula e tem por finalidade estimular a oralidade e a desenvoltura verbal, observando como os alunos reagem a esse atividade
Variável
- Percepção visual
- Facilitador pede para colocar quatro palavras no crachá, além do nome e aplica entrevista em dupla observa a percepção das pessoas que, na entrevista, também levarão em conta o que está no crachá
- Estratégia de quebra-gelo que, no entanto, permite verificar o grau de “percepção” visual e desenvoltura das pessoas diante da presença de um novo colega.
12 minutos

Dinâmicas interagindo com Projeto Jovem Aprendiz, Senac, 2011 

Dinâmicas de socialização, liderança e trabalho de equipe
- Estratégias condicionadas a um resultado final que é o proposto pelo grupo em função de como analisou a questão
- O Caso Bidú
- Estuda-se o problema e os grupos procuram resolver a questão no plano prático e fazem reflexão
- Estragétiga: Aplica-se em área em que se necessita ampliar o relacionamento e em processos de qualidade no atendimento.
- Fonte: Meu Cliente, Meu Amigo, de Silvio Luzardo, 2ª edição esgotada
40 minutos
- O Caso da Ponte
- Analisa-se o problema e o grupo discute as razões que levaram aquela situação e fazem reflexão
- Aplica-se como tarefa para o dia seguinte, para verificar o grau de interesse na história e na obtenção do resultado que é contar a história a uma pessoa estranha e trazer o resultado para aula.
- Estratégia: quando se quer discutir pontos polêmicos e se deseja chegar a um consenso rápido
- Fonte: arquivos de Silvio Luzardo (conteúdo disponível no www.ultralevedoluzardo.blogspot.com )
30 minutos
- O Caso Rosineide
- Apresenta-se um caso de conflito e o grupo procura ver a situação sobre três pontos de vista
- Estratégia: aplicação em ambiente organizacional na administração de conflitos
- Solicitar o case por e-mail luzardo@linhalivre.net   
30 minutos
- O Caso da Patrulha Wolff
- Estuda-se a missão recebida e o grupo procura definir habilidades e competências para resolver
- Estratégia: buscar reconhecer competências para uma determinada tarefa e como isso será possível administrar.
-  Solicitar por e-mail luzardo@linhalivre.net  
30 minutos
- Escravos de Jô
- Equipe tem que cantar Escravos de Jô e passar uma caixinha de fósforo em harmonia completa
- Estratégia:  reconhecer problemas de liderança estruturada e espontânea, nível de equilíbrio emocional, de comunicação e de resposta aos problemas urgentes. Estabelecimento de regras a partir da discussão do grupo, capacidade de criar soluções a partir de situações inovadoras
- Solicitar por e-mail luzardo@linhalivre.net  
40 minutos
- O Caso do Anastácio
- Equipe tem que encontrar uma solução para o problema de atendimento
- Estratégia dirigida para o raciocínio matemático, lógica e discernimento rápido na área de atendimento ao cliente, dando opções de efetivação.
-  Solicitar por e-mail: luzardo@linhalivre.net     
20 minutos
- O caso dos 4 A’s
- Equipes competem para criar uma peça publicitária criativa que venda um produto brasileiro no exterior se adaptando as condições do país ou região do planeta que será indicado
Estratégia: quando se deseja verificar o nível de conhecimento a médio e longo prazo de projetos a iniciar ou em andamento, como também analisar projetos (consultoria)
50 minutos
- Mil e uma Utilidades
- Equipes competem entre si para ver quem produz mais utilidades para aplicação de um palito. O trabalho é dividido em duas fases. 1. Brainstorming (só criação) em 12 min. 2. Seleção (4 minutos)
- Estratégia: demonstrar a capacidade de reação do lado direito do cérebro, ao mesmo tempo em que se estimula a competição. 
15 minutos
- Operação Bombom
- Facilitador pede cada aluno traga dois bombons aula seguinte. Faz com que um seja entregue com gesto verbal ao colega do lado. Explica a função da comunicação é levantar o ânimo. O outro bombom é pedido para que levem para fora da sala e entreguem a uma pessoa que o mereça.
- Estratégia voltada para encerramento de períodos ou para fortalecer a área afetiva das pessoas, amenizar áreas de conflito e estimular o relacionamento. |Nesta estratégia o aluno não escolhe para quem vai dar o bombom. Ele irá seguir uma seqüência como, por exemplo, o colega do lado direito e assim por diante.
Variável

Dinâmicas de criatividade e memorização

- Redação solidária
- Dois grupos. Facilitador distribui duas frases iniciais uma para cada grupo e os integrantes se sucedem complementando a idéia. 
- Estratégia direcionada para verificar o grau de reação e competição na redação e quebra gelo
Variável
- Pegadinha verbal
- O tema da aula é instigado através de perguntas anotadas num papel. Os alunos trocam perguntas e começam a responder.
- Estratégia: é uma forma de prova/desafio, valendo o tema a ser avaliado. Os próprios alunos elaboram as perguntas e eles mesmo se aplicam, em seqüência.
Variável
Mind Map – Mapa Mental
- Estimular a memória nas lembranças sobre um determinado assunto de interesse do grupo. É individual. Cada aluno faz uma leitura intrapessoal e vai anotando o que lembra daquele tema.
- Estratégia: verificar o grau de conhecimento “on line” da pessoa diante da proposta da disciplina ou tema da escolha do mediador (conhecimentos gerais, por exemplo)
Variável
Show no Datashow
- Facilitador elabora slides com frases que se identificam com o grupo e vai projetando inopinadamente para que os alunos vão respondendo em ordem.
- Estratégia: desenvolver nas pessoas a capacidade de responder de inopinado diante de uma situação inusitada
Variável
Frase Maluca
- Facilitador dá cinco palavras aleatórias (pneu, batom, estrela, vento e papel, por exemplo) para cada dupla de alunos e pede que montem uma frase com o menor número de palavras possível.
- Estratégia visa preparar o grupo para situações dee studo mais profundo, é ação de aquecimento e motivação.
Variável
Meu boa tarde vai para!...
- Estimula-se as pessoas a fazerem uma saudação para uma pessoa ausente e explicar o motivo.
-Estratégia: trazer para dentro da sala de aula refer|ências pessoais de cada pessoa (daí se verifica se a pessoa é família, é mais voltada para o trabalho, para o lazer ou tem referência (líder))
Variável

Dinâmicas de animação e retomada da concentração

- Balança da Confiança
- Grupos de três se dispõem na sala. Um no meio será “balançado” pelos outros.
Estratégia: demonstrar ao grupo que a pessoa que está no centro terá a confiança nos demais de acordo com as técnicas e o comprometimento dela. Fazer um exercício sem técnicas e outra com técnicas de acolher e empurrar e analisar o resultado
Variável
- Mar revolto
- Todo grupo se reúne com braços cruzados, olhos fechados e apenas se tocam pelos ombros. O grupo começa a girar e as pessoas não podem se desgrudar. Faz-se comentários sobre regras.
- Estratégia: demonstrar a importância de todos seguirem uma regra pré estabelecida, caso contrário ela se desmorona.
15 minutos
- Mar revolto II
- O mesmo exercício. No final, ainda de olhos fechados, solicita-se às pessoas que levantem um braço e apontem para onde acredita que está o “NORTE”.  Faz-se comentários sobre a atividade.
20 minutos
- Percepção do vestuário e fisionomia
- Duas pessoas ficam frente a frente. Uma se vira e a outra altera seu vestuário. O outro procura descobrir o que mudou.
- Estratégia: desenvolver a questão relacionada a percepção
Variável
- Desenho instintivo
- Em silêncio introspectivo, o facilitador pede que cada um desenhe o que está sentindo e pede que cada um fale rapidamente sobre sua obra
- Estratégia: verificar o grau de introspeção e a capacidade de transformar a imagem do pensamento em linguagem escrita desenhada
Variável


Fatos e Fotos de atividades dinâmicas

 Atividade dinâmica com professores e jovens do Projeto
Vereador Mirim em Capinzal, SC, em 2012.

Dinâmica de grupo através da Organização e metodologia de direção do debate.
Curso para Ouvidores em Florianópolis, em 2010.

Orientador acompanha os trabalhos de grupo no Curso de Capacitação e Certificação em Ouvidoria, promovido pela ABO, em Florianópolis, em 2012.

Jovem aprendiz fala sobre o tema da dinâmica: vocação. Em 2012, em Florianópolis.

Trabalho de dinâmica cuja base foi a formação de duplas para gerar conceitos de relacionamento e apresentação posterior em plenário. Na Web, em Jaraguá do Sul, em 2008.

Grupo aguarda a vez de se apresentar para expressar o resultado do seu trabalho, em Caçador, em 2006.

Visualizar comentários

Carregando